Posts filed under ‘Hazel Henderson’

Hazel Henderson – Enacting and Telling the new story – september – 2013, 4p.

Com o tipo de desafios que enfrentamos, o aquecimento global, desperdício e esgotamento de recursos, desigualdade crescente, caos financeiro, temos de evoluir para uma visão renovada. É uma era de crise civilizatória. Hazel Henderson vem construindo um novo paradigma baseado em processos colaborativos, reorientando os potenciais tecnológicos e os recursos financeiros. É uma visão humanista que envolve um novo equilíbrio de gênero, um novo equilíbrio entre atividades comerciais e não-monetárias. Artigo curto mas que marca um deslocamento de visão, uma nova história. Nesta era, sonhar é preciso. Imaginar que o mercado resolve é que é sonho irresponsável. (L. Dowbor)

» Acesse o artigo em português 

» Acesse o artigo em ingês

19 de setembro de 2013 at 9:04 Deixe um comentário

Green Transition Scoreboard 2012 – Expansão dos setores de economia limpa (Hazel Henderson ) 

Hazel Henderson organizou o seguimento do deslocamento de investimentos para tecnologias mais sustentáveis. No conjunto, apesar da crise financeira global, e em boa parte até por causa dela, investir em políticas de longo prazo aparece como uma opção interessante inclusive do ponto de vista estritamente econômico. Gerar energias sustentáveis, por exemplo, é em todo caso mais confiável em termos de retorno. O Green Transition Scoreboard, GTS, que acompanha esta “transição” para a sustentabilidade,nos dá uma dimensão deste processo. De 2007 a 2011 orientaram-se para iniciativas sustentáveis 3,3 trilhões de dólares, dos quais 1,8 trilhões em energia. São recursos elevados e que crescem regularmente nos últimos anos. É uma guinada muito significativa, ainda que não altere o sistema no seu conjunto. (L. Dowbor)

________________________________
Por Ladislau Dowbor, maio de 2012
» Acesse o artigo na íntegra
Artigo também disponível no site do prof. Ladislau Dowbor em Artigos Recebidos

22 de maio de 2012 at 10:07 2 comentários

Overview of the climate prosperity movement (Hazel Henderson) 

Hazel Henderson enviou, a nosso pedido, um memo sobre o leque de ações e de discussões programadas e em desenvolvimento no planeta, em convergência com os nossos propósitos. Trata-se de um documento curto (5 páginas) em inglês, muito denso em termos de referências para nos situarmos na discussão global. Hazel insiste na ligação entre os desafios ambientais e as dinâmicas de emprego, na linha dos “green jobs” do Global Green New Deal, e do chamado “climate prospertiy”. Trata-se de sair da dicotomia que é frequentemente utilizada, de que teríamos de escolhar entre proteção ambiental e crescimento econômico, o que é uma forma de sugerir que a preocupação ambiental trava o dinamismo econômico e a geração de empregos. Aliás, investir em energia sustentável gera muito mais emprego do que simplesmente extrair petróleo.
_______________________

Por Hazel Henderson, agosto de 2009

Brazil has been a world leader for many decades in sustainable, green development, renewable energy and resource uses.
So, I offer this report with great humility.

The Climate Prosperity movement is now worldwide and goes by many names: the Global Green New Deal, the Green Economy Initiative, the Climate Prosperity Alliance, Transition Towns, One Planet, Green Jobs, Green for All, “green stimulus,” the Global Marshall Plan, the Post-Carbon Society, the State of the World Forum, the Phoenix Economy, Breaking the Climate Deadlock, sustainable societies, as well as the hundreds of thousands of groups in over a hundred countries calling for new forms of sustainable livelihoods in their own languages. So far, these groups focusing on Climate Prosperity strategies have not always linked up with each other, or the even greater number of groups dissecting the global financial crises. NGOs and governments are devising responses to protect the most vulnerable populations: women, children, the poor and the least-developed countries from its cruel impacts.(1) Now it is time to connect all these groups working on essentially the same interlinked crises.

Continue Reading 7 de agosto de 2009 at 16:13 Deixe um comentário

Qualitative Growth (Fritjof Capra e Hazel Henderson)

por Fritjof Capra e Hazel Henderson, abril de 2009

A conceptual framework for finding solutions to our current crisis that are economically sound, ecologically sustainable, and socially just

The current global recession has been dominating the news since the beginning of the year. Every day we hear about people buying fewer cars, factories that produced sport-utility and recreational vehicles being closed, oil consumption (and thus the price of oil) decreasing dramatically, retailers complaining about consumers spending less money on luxury items, and so on. From an ecological point of view, all of this is good news, since continuing growth of such material consumption on a finite planet can only lead to catastrophe. Yet, it poses a contradictory “paradox of thrift.” For example, President Obama’s $787 billion stimulus plan is designed to raise consumption levels in both the public and private sectors, while increased savings are also desirable to contain deficits.

At the same time, we hear day after day about companies that respond to the decrease in their sales by reducing their workforce, rather than reducing their profits or taking losses. Thus every decrease of material over-consumption, which is good news ecologically speaking, entails human hardship through increasing job losses. At the same time, over 2 billion people who do not over-consume are even further deprived by conventional economic growth, free trade, and globalization.

Continue Reading 26 de maio de 2009 at 14:48 1 comentário

Diagnosing the economic body politic (Hazel Henderson)

Hazel Henderson realiza breve diagnóstico do corpo econômico norte-americano nos últimos 15 anos. Os sintomas são muitos mas há perspectiva de cura: a agenda de reformas da administração Obama inspira planos de reconstrução da economia, e o cultivo de economias locais sustentáveis por parte dos produtores norte-americanos deverá crescer diante da crise.

» Clique aqui para ler o artigo (formato .doc)

9 de janeiro de 2009 at 13:12 Deixe um comentário


Comissão convocadora

Amir Khair, Antonio Martins, Caio Magri, Caio Silveira, Carlos Lopes, Carlos Tibúrcio, Darlene Testa, Eduardo Suplicy, Ignacy Sachs, Juarez de Paula, Ladislau Dowbor, Luiz Gonzaga Beluzzo, Moacir Gadotti, Márcio Pochmann, Paul Singer, Roberto Smith.

Feeds


 
Logo BNB
 
Logo IPEA
 
Logo IPF
 

 

 

As postagens deste blog estão abertas para seus comentários.
Para comentar os artigos, use o link "add comment" no rodapé de cada texto.

 
 
 

Se desejar mais informações sobre Crise e Oportunidade entre em contato conosco através do e-mail criseoportunidade@utopia.org.br

 
 

 
 
O objetivo geral de Crise e Oportunidade é de identificar na crise global as oportunidades de se colocar em discussão temas mais amplos, buscando a organização da intermediação financeira e dos fluxos de financiamento para que respondam de maneira equilibrada às necessidades econômicas, mas que sobretudo permitam enfrentar os grandes desafios da desigualdade e da sustentabilidade ambiental, nos planos nacional, regional e global.

 
 
 
 
Ajude a divulgar esta iniciativa colocando este botão em seu site ou blog (<b>https://criseoportunidade.wordpress.com</b>)

Ajude a divulgar este espaço de debate colocando este botão em seu site ou no seu blog.

 
 
 
 
 
 
Licença Creative CommonsEste blog está licenciado sob uma Licença Creative Commons 2.5 BR