Posts tagged ‘trabalho’

Supercapitalismo: a transformação da sociedade (Ladislau Dowbor) 

Por Ladislau Dowbor, novembro de 2009

O presente estudo de Robert Reich, “Supercapitalism”, é sem dúvida mais ambicioso que seu anterior “O futuro do sucesso”. Agora ele foca o conjunto das nossas relações econômicas, sociais e culturais, partindo do mesmo capital de conhecimento que lhe foi dado nos anos que passou tentando implementar uma política mais digna nas relações econômicas, no quadro do governo Clinton. Reich sente na ponta dos dedos como se dão as estruturas de poder realmente existentes no que chamou de Supercapitalismo.

Este supercapitalismo, na realidade, é simplesmente o vale-tudo econômico e financeiro que se instalou no quadro do que temos chamado de globalização, e cuja lógica interna o autor destrincha de maneira impressionantemente coerente. Não é aqui um comentário simpático sobre um livro simpático: Reich nos traz realmente uma compreensão das dinâmicas, com inúmeros exemplos práticos de empresas e comportamentos bem documentados, e o tipo de desafios que enfrentamos torna-se muito mais claro. Além do mais, Reich escreve de maneira excepcional: um comentarista do San Francisco Magazine escreveu sobre esta obra: “Reich faz parte de uma espécie muito exótica: um economista que sabe escrever”.

Continue Reading 6 de novembro de 2009 at 15:06 Deixe um comentário

Global Unions Pittsburgh Declaration

A visão do mundo do trabalho nas discussões internacionais não tem tido a visibilidade que merece. O texto abaixo, preparado para a última reunião do G20 em Pittsburgh, tem a virtude de ser curto e de apresentar um conjunto de medidas realistas, algumas de curto prazo, outras de visão de longo prazo. A preocupação central é o emprego, mas encontra-se também fortemente presente a mudança climática, e uma visão interessante, na parte final, do que seriam as condições para um processos de desenvolvimento econômico minimamente equilibrado.

» Clique aqui para ler o documento (arquivo em formato .pdf, 16 páginas)

5 de novembro de 2009 at 10:08 Deixe um comentário

Pontos para o enfrentamento da crise (texto base da Direção Nacional da CUT)

O texto-base da Direção Nacional da CUT para o 10º Congresso Nacional, realizado em agosto de 2009, apresenta diversos pontos importantes no que se refere ao enfrentamento da crise. Separamos aqui os pontos 60 a 90.

O texto sobre políticas a adotar frente à crise é muito abrangente, envolvendo desde políticas sindicais mais tradicionais, como redução da jornada de trabalho sem redução de salários, a política de recuperação da capacidade de compra dos trabalhadores como forma de reduzir os impactos da crise; até medidas de governança como a democratização do Conselho Monetário Nacional (visando em particular a redução de juros) e a democratização da mídia, visando elevar o nível de informação da sociedade sobre as transformações necessárias. É um texto bem construído e esclarecedor, que salienta o papel essencial dos trabalhadores no enfrentamento da crise. (Ladislau Dowbor)
________________________

Por Direção Nacional da CUT, março de 2009

60. Defender o emprego, a renda e os direitos. O enfrentamento da crise pelo movimento sindical exige mobilização e negociação. A luta nos locais de trabalho e nas ruas pela defesa do emprego, dos salários e dos direitos, soma-se a pressão junto ao governo federal e aos governos estaduais por ampliação de crédito, redução substancial dos juros e dos spreads bancários e desonerações tributárias momentâneas e específicas para os setores mais atingidos pela crise, condicionadas a contrapartidas de emprego e manutenção da renda dos trabalhadores. A CUT reitera que o fim do superávit primário, da lei de responsabilidade fiscal e a diminuição dos juros são medidas essenciais para enfrentar a crise.

61. Também reiteramos a responsabilidade do poder público nas 3 esferas de poder – federal, estadual e municipal – em propor ações de combate à crise. É necessário garantir os recursos reservados aos investimentos em infra-estrutura e em políticas sociais, manter os acordos firmados com o sindicalismo do setor público, já que o fortalecimento do serviço público só é possível com a valorização dos servidores e servidoras; a liberdade de organização sindical e a negociação coletiva.

Continue Reading 4 de agosto de 2009 at 13:45 2 comentários


Comissão convocadora

Amir Khair, Antonio Martins, Caio Magri, Caio Silveira, Carlos Lopes, Carlos Tibúrcio, Darlene Testa, Eduardo Suplicy, Ignacy Sachs, Juarez de Paula, Ladislau Dowbor, Luiz Gonzaga Beluzzo, Moacir Gadotti, Márcio Pochmann, Paul Singer, Roberto Smith.

Feeds


 
Logo BNB
 
Logo IPEA
 
Logo IPF
 

 

 

As postagens deste blog estão abertas para seus comentários.
Para comentar os artigos, use o link "add comment" no rodapé de cada texto.

 
 
 

Se desejar mais informações sobre Crise e Oportunidade entre em contato conosco através do e-mail criseoportunidade@utopia.org.br

 
 

 
 
O objetivo geral de Crise e Oportunidade é de identificar na crise global as oportunidades de se colocar em discussão temas mais amplos, buscando a organização da intermediação financeira e dos fluxos de financiamento para que respondam de maneira equilibrada às necessidades econômicas, mas que sobretudo permitam enfrentar os grandes desafios da desigualdade e da sustentabilidade ambiental, nos planos nacional, regional e global.

 
 
 
 
Ajude a divulgar esta iniciativa colocando este botão em seu site ou blog (<b>https://criseoportunidade.wordpress.com</b>)

Ajude a divulgar este espaço de debate colocando este botão em seu site ou no seu blog.

 
 
 
 
 
 
Licença Creative CommonsEste blog está licenciado sob uma Licença Creative Commons 2.5 BR