Estimating the Price of Offshore

12 de setembro de 2012 at 16:55 1 comentário

James S. Henry, ex-consultor da McKinsey, nos brinda com um excelente instrumento de trabalho. Partindo da análise da discrepância de contas de 139 países, com apoio de dados do FMI, BIS, ONU e outras instituições, chega a uma estimativa de 21 trilhões de dólares colocados em paraísos fiscais, portanto ao abrigo de impostos e sobretudo de questionamentos de origem. A meu ver o documento complementa muito o estudo do ETH suíço sobre o a Rede de Controle Corporativo Mundial. Os dados batem. A avaliação é que o Brasil contribui com cerca de 362 bilhões de dólares. No plano mundial, estamos falando de um terço do PIB mundial, estimado em 63 trilhões em 2011. Abaixo uma citação que dá o “tom” do documento, mas vale muitíssimo a pena ler inteiro, raras vezes temos acesso não a “denúncias” e sim a apresentação solidamente documentada de dados. “A significant fraction of global private financial wealth — by our estimates, at least $21 to $32 trillion as of 2010 — has been invested virtually tax-free through the world’s still expanding black hole of more than 80 “offshore” secrecy jurisdictions. We believe this range to be conservative, for reasons discussed below. On this scale, this “offshore economy” is large enough to have a major impact on estimates of inequality of wealth and income; on estimates of national income and debt ratios; and – most importantly – to have very significant negative impacts on the domestic tax bases of key “source” countries (that is, countries that have seen net unrecorded private capital outflows over time)” p. 3 – The Price of off-shore revisited – http://www.taxjustice.net/cms/front_content.php?idcat=148 Os dados sobre o Brasil estão no Appendix III, (1) p. 23

Vejam também no site dowbor.org: A Rede do Poder Corporativo Mundial – 2012, 10p.

 

Entry filed under: James S. Henry. Tags: .

Banking union is the key next step for eurozone integration Eighth African Development Forum (ADF VIII) (Carols Lopes)

1 Comentário Add your own

  • […] bem como o estudo sobre a gestão dos 21 trilhões de dólares de dinheiro em paraísos fiscais em https://criseoportunidade.wordpress.com/2012/09/12/estimating-the-price-of-offshore/ . Sobre as tentativas atuais, por parte dos Estados Unidos, de reformar o sistema e criar […]

    Responder

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Comissão convocadora

Amir Khair, Antonio Martins, Caio Magri, Caio Silveira, Carlos Lopes, Carlos Tibúrcio, Darlene Testa, Eduardo Suplicy, Ignacy Sachs, Juarez de Paula, Ladislau Dowbor, Luiz Gonzaga Beluzzo, Moacir Gadotti, Márcio Pochmann, Paul Singer, Roberto Smith.

Feeds


 
Logo BNB
 
Logo IPEA
 
Logo IPF
 

 

 

As postagens deste blog estão abertas para seus comentários.
Para comentar os artigos, use o link "add comment" no rodapé de cada texto.

 
 
 

Se desejar mais informações sobre Crise e Oportunidade entre em contato conosco através do e-mail criseoportunidade@utopia.org.br

 
 

 
 
O objetivo geral de Crise e Oportunidade é de identificar na crise global as oportunidades de se colocar em discussão temas mais amplos, buscando a organização da intermediação financeira e dos fluxos de financiamento para que respondam de maneira equilibrada às necessidades econômicas, mas que sobretudo permitam enfrentar os grandes desafios da desigualdade e da sustentabilidade ambiental, nos planos nacional, regional e global.

 
 
 
 
Ajude a divulgar esta iniciativa colocando este botão em seu site ou blog (<b>https://criseoportunidade.wordpress.com</b>)

Ajude a divulgar este espaço de debate colocando este botão em seu site ou no seu blog.

 
 
 
 
 
 
Licença Creative CommonsEste blog está licenciado sob uma Licença Creative Commons 2.5 BR

%d blogueiros gostam disto: